siga nossas redes sociais:

Em entrevista fúnebre, milionário Chiquinho Scarpa diz que “não gosta de pobre”

Foto: Reprodução

O conde Chiquinho Scarpa, de 72 anos, exagerou na declaração dada ao podcast Festa da Firma, apresentado pelo humorista Ceará, mas mostrou também que apesar de todo o dinheiro herdado, na prateleira da vida ele não conseguiu comprar o que muitos pobres têm: inteligência.

Numa conversa nada engrandecedora ou que viesse a tratar de algo relevante, ele revelou não gostar de pobre. Para justificar, o herdeiro disse que “pobre sempre tem algo para pedir”. Assim como a conversa, fúnebre, Chiquinho disse que nunca foi em velório de pobre.

Ceará rebateu, na tentiva de amenizar a situação: “Eu não gosto de velório, nem no meu eu quero ir”. Chiquiho fez questão de ressaltar a opinião. “Eu não gosto de pobre. Velório tudo bem”, afirmou.

E seguiu: “O pobre sempre tem um negócio para pedir. Se você perguntar. A pior coisa do pobre é você chegar e dizer assim: ‘Como vai?’ Aí você está frito. A ele diz: ‘minha mãe está doente, meu pai perdeu a perna, minha filha perdeu o dente. Ele fica meia hora destilando todos os problemas. Nunca chegue para o pobre e pergunte como vai”, argumentou. “Mas o rico também é assim. Seria a pessoa pessimista'”, rebateu Ceará. “Não, o rico não”, garantiu o sortudo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp