o único momento real...

Primeira célula terrorista presa em território brasileiro

By Raymond

Postado em , | Tags : , , , , , , ,

PF prende 10 suspeitos por planejar atos terroristas no Brasil

Em conversas monitoradas, integrantes falavam sobre ataque durante os jogos olímpicos do Rio de Janeiro

A Polícia Federal (PF) deflagrou operação nesta quinta-feira (21) contra um grupo que estaria planejando ações terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, marcados para começar daqui a 15 dias.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, afirmou em entrevista coletiva nesta manhã que 10 pessoas foram presas preventivamente, para impedir a concretização do plano terrorista.

 

Também foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão em dez estados, incluindo o Rio Grande do Sul. Informações obtidas pela Gaúcha dão conta de que um dos presos será levado de avião de Pelotas, no sul do Estado, para Brasília.

A investigação da divisão antiterrorismo da Polícia Federal teve início em abril. O líder do grupo é do Paraná, mas não foram passados detalhes sobre os envolvidos.

Segundo o ministro, os presos tinham ligação com o Estado Islâmico e se comunicavam via aplicativos, principalmente WhatsApp e Telegram. “Vários deles já fizeram o batismo (ritual de iniciação) no Estado Islâmico”, disse o ministro. No entanto, nenhum dos envolvidos teve contato pessoal com o grupo terrorista.

Em diversas mensagens monitoradas pela PF, os suspeitos comemoraram os atentados ocorridos em Nice, na França. Segundo o ministro, nos últimos dias houve um agravamento no teor das conversas, com menções a atos no Brasil, país que até então não seria alvo do Estado Islâmico.

“Em virtude da proximidade da Olimpíada, afirmavam que o Brasil entraria no alvo”, disse o ministro. De acordo com ele, as prisões foram necessárias de forma preventiva, para evitar a concretização dos atos.

Eles também planejavam adquirir armas para efetuar os ataques no Brasil e no exterior. Uma ONG com atuação humanitária e educacional também é investigada.

De acordo com a PF, os investigados responderão pelos crimes de promoção de organização terrorista e realização de atos preparatórios de terrorismo, ambos previstos na Lei Antiterrorismo (13.260/2016). A pena para o primeiro crime é de cinco a oito anos de prisão, além do pagamento de multa. Para quem executa atos preparatórios, a pena varia de três a 15 anos de prisão.

Leia Mais

Fonte: Gaucha.

(Visited 9 times, 1 visits today)

About The Raymond

Related Posts

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Comment


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

btt