o único momento real...

No dia Internacional do Orgulho Gay, artistas saem do armário

By Raymond

Postado em , , | Tags : , , , , , , , , , , , , ,

28 de Junho – Dia Internacional do Orgulho Gay – LGBTI

28 de junho é o Dia do Orgulho LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersex), data celebrada e lembrada mundialmente, que marca um episódio ocorrido em Nova Iorque, em 1969.

Naquele dia, as pessoas que frequentavam o bar Stonewall Inn, até hoje um local de frequência de gays, lésbicas e trans, reagiram a uma série de batidas policiais que eram realizadas ali com frequência.

O levante contra a perseguição da polícia às pessoas LGBTI durou mais duas noites e, no ano seguinte, resultou na organização na 1° parada do orgulho LGBT, realizada no dia 1° de julho de 1970, para lembrar o episódio. Hoje, as Paradas do Orgulho LGBT acontecem em quase todos os países do mundo e em muitas cidades do Brasil ao longo do ano.

Infelizmente, a perseguição, discriminação e as violências contra pessoas por causa de sua orientação sexual ou identidade de gênero – real ou percebida – não acabou. No relatório ”Making love a crime”, a Anistia Internacional mostra que em 38 países da África, a homossexualidade é criminalizada por lei, e ao longo da última década houve diversas tentativas de tornar estas leis ainda mais severas.

Ativistas pelos direitos LGBTI em Uganda ainda estão lutando contra a tentativa de aprovação da chamada “Lei Anti-Homossexualidade”, que propõe até mesmo a pena de morte para o crime de “homossexualidade agravada”, e que criminaliza qualquer um que não denuncie pessoas “envolvidas na homossexualidade”. Propostas similares foram aprovadas em países como o Sudão do Sul, Burundi, Nigéria, Libéria, Mauritânia e Somália nos últimos anos.

Recentemente, a Câmara Baixa do Parlamento russo aprovou um projeto de lei que torna ilegal o ativismo de lésbicas, gays, bissexuais, pessoas trans, intersex e de seus simpatizantes. “Em algumas horas, a Duma aprovou duas leis que são um testemunho da crescente limitação da liberdade de expressão na Rússia. Representam uma lamentável tentativa do governo de reforçar sua popularidade jogando com os elementos mais reacionários da sociedade russa à custa de direitos fundamentais e da expressão da identidade pessoal”, disse John Dalhuisen, diretor do Programa da Anistia Internacional para a Europa e Ásia Central.

Violência no Brasil

Em 2012, o Grupo Gay da Bahia relatou 338 homicídios de gays, travestis e lésbicas, o que corresponde a um assassinato a cada 26 horas, causados por ódio a homossexuais e pessoas trans. O trabalho incansável de ativistas desta organização, combinado com a crescente cobrança do movimento LGBTI brasileiro, e em resposta à crescente pressão popular para que estes crimes fossem adequadamente apurados e investigados, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) instalou uma central para recebimento de denúncias de violações de direitos humanos da população LGBTI.

Entre janeiro e dezembro de 2012, o serviço registrou 9.982 denúncias, conforme relatório publicado ontem (27). A SDH informou que estes dados comporão uma série histórica de informações sobre homofobia e transfobia no Brasil, e serão usados para delinear melhores políticas e ações de enfrentamento à homofobia no país.

A Anistia Internacional no Brasil se solidariza com a comunidade LGBTI e com todas as pessoas que lutam pela construção de uma realidade em que a discriminação, o estigma e a violência baseados na orientação sexual e identidade de gênero não tenham mais espaço.

Que Stonewall Inn continue nos inspirando, hoje e sempre.

Dia Internacional do Orgulho LGBT: os artistas que abriram a porta do armário

Eles declararam publicamente sua orientação sexual e lutam contra o preconceito.

Neste 27 de junho é celebrado o Dia Internacional do Orgulho LGBT, uma data para falar sobre respeito e diversidade. Em 1969, há exatos 47 anos, gays, lésbicas, trans e drag queens de Nova York se revoltaram contra a repressão policial que sofriam no bar Stonewall Inn. O confronto marcou o mês de junho como época em que se realizam boa parte das paradas gays no mundo.

Exaltando a diversidade, o EGO preparou uma lista com famosos que escancaram a porta do armário e mostram ao mundo que são felizes como são.

Ellen Degeneres

A apresentadora americana revelou publicamente ser lésbica em uma entrevista dada à revista ‘People’ em 2008. Ellen é casada  há 8 anos com a atriz australiana atriz Portia de Rossi. Na TV, já usou seu programa para abordar a causa, inclusive  confrontando o ex-candidato à presidência, John McCain, contrário à união de pessoas do mesmo sexo

Ellen DeGeneres e Portia de Rossi em prêmio em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Danny Moloshok/ Reuters)

Ellen DeGeneres e Portia de Rossi em prêmio em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Danny Moloshok/ Reuters)

Ricky Martin

Pai de gêmeos adotados, o cantor porto-riquenho e ex-Menudo afirmou em 2010 se sentir abençoado por ser gay. ‘Uma dádiva da vida’, disse ele nas páginas de sua biografia.

Ricky Martin (Foto: Divulgação)

Ricky Martin (Foto: Divulgação)

Sam Smith

Sua curta carreira já é marcada por prêmios como o Grammy, o Oscar e declarações que orgulham a comunidade LGBT. ‘Tenho sido sincero sobre minha sexualidade desde os 10 anos de idade. Eu nunca escondi. Eu tenho orgulho de ser gay’, disse Sam Smith em entrevista ao ‘Fantástico’.

Sam Smith na estreia do filme 007 (Foto: REUTERS/Luke MacGregor)

Sam Smith na estreia do filme 007 (Foto: REUTERS/Luke MacGregor)

Ian McKellen

Considerado o gay mais influente do mundo de acordo com a  Pride Power List 2016, o britânico defende maior participação das minorias em Holywood e afirmou ter se arrependido de não sair do armário quando era mais jovem. O Magneto de ‘X-Men’ contou que passou a atuar melhor nos filmes depois disso.

Ian Mckellen (Foto: REUTERS/Mario Anzuon)

Ian Mckellen (Foto: REUTERS/Mario Anzuon)

Matt Bomer

Além das demonstrações públicas de afeto, o astro de ‘White Collar” é constantemente flagrado em momentos de lazer com a família que constituiu ao lado do marido Simon Halls. Só rostos felizes. Vrá!

Matt Bomer e a família (Foto:Reprodução/Instagram)

Matt Bomer e a família (Foto:Reprodução/Instagram)

Thammy Miranda

Independentemente dos julgamentos, Thammy é um artista que se preocupou em primeiro lugar com o seu bem-estar. Ao longo dos anos, ele assumiu sua identidade como homem trans e declarou: “esta é a forma como eu me sinto desde sempre”. No dia dos namorados, Thammy posou para o EGO em um ensaio romântico com sua namorada.

Thammy Miranda (Foto: Manuela Scarpa / Brazil News)

Thammy Miranda (Foto: Manuela Scarpa / Brazil News)

Ana Carolina

Declaradamente bissexual, Ana Carolina contou ter se sentido diferente dos outros desde que era criança. Para a cantora, toda a humanidade poderia explorar a bissexualidade se tivesse a mente aberta.

Ana Carolina (Foto: Marcos Ferreira / Brazil News)

Ana Carolina (Foto: Marcos Ferreira / Brazil News)

O youtuber Federico Devito

Influenciador digital de uma nova geração, o youtuber Federico Devito gravou um vídeo para fazer o anúncio de sua homosexualidade com o objetivo de ajudar outras pessoas a se entenderem melhor. Desde então, tem focado nas questões LGBT em seu canal.

Federico Devito (Foto: Reprodução do Instagram)

Federico Devito (Foto: Reprodução do Instagram)

Leia Mais

Fonte: Anistia InternacionalEGO com Danilo Sanches.

(Visited 21 times, 1 visits today)

About The Raymond

Related Posts

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Comment


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

btt