o único momento real...

Energia solar chega grátis a consumidores do Chile

By Raymond

Postado em , | Tags : , , , , , , , , , , , , , , , ,

O crescimento da energia solar no Chile tem sido grande.

Em algumas partes do país, a eletricidade renovável chegou ao preço zero aos consumidores durante 113 dias. No ano passado, isso aconteceu por 192 dias. É esperado que neste ano o período seja ainda maior.

Mesmo que pareça uma notícia positiva, este cenário é um verdadeiro problema para a economia local. A situação expõe uma grande deficiência estrutural, que não acompanhou os investimentos em novas usinas.

Em entrevista à Bloomberg, Rafael Mateo, diretor executivo da Acciona AS, empresa de energia que tem investido no Chile, explicou que os investidores estão perdendo dinheiro. “O crescimento foi desordenado”, acrescentou o executivo, cuja empresa está aplicando US$ 343 milhões em um projeto de 247 megawatts em território chileno.

O maior problema do Chile são as redes de transmissão, dificuldade semelhante ao que acontece no Brasil, com usinas eólicas paradas por falta de estrutura para o transporte da energia. Os chilenos contam com duas grandes redes, uma central e outra ao norte do país. No entanto, elas não se conectam. Assim, o que é produzido acaba tendo que ser consumido localmente. Outro problema é a capacidade de transmissão, que nem sempre suporta a carga produzida.

Para resolver esse problema, o governo local anunciou o plano de construir uma grande linha de transmissão com três mil quilômetros, que deve ligar as duas grades de rede até 2017. Outra linha, com 753 quilômetros deve ajudar a resolver os congestionamentos e nas linhas da rede central de distribuição, onde os excedentes de energia fizeram os preços caírem a zero.

Chile tem grande avanço em captação solar e pode ser líder em energia solar

Chile pode ser líder em energia solar

Chile pode ser líder em energia solar

Somente no último trimestre de 2014 o Chile instalou duas vezes mais painéis solares do que toda a América Latina junta.

Neste ano o crescimento da energia solar produzida no país, que atingiu 625MW, foi de extraordinários 370% em relação a 2013.

A evolução do Chile foi exponencial.

O Ministro de Economia do Chile informou hoje que uma área de 20 km2 de painéis fotovoltaicos, instalados na região desértica do norte do país, seria o suficiente para suprir toda a demanda energética do Chile. Esta região é uma das que recebe a maior insolação diária em todo o mundo.

O deserto de Atacama está recebendo novos investimentos para vários projetos, como o Flor do Deserto, que irá produzir 50MW de energia fotovoltaica em Antofagasta.

A planta da Sun Edison, Amanhecer Solar, de 100MW, inaugurada em junho de 2014 já é a maior da América Latina. A empresa irá construir outras plantas que totalizarão 350MW.

Até o momento, no Chile, já foram aprovadas as construções de vários projetos que somam mais de 10GW e já falam em interligar com a rede sul-americana e fornecer energia para o Brasil. O Chile ainda depende da importação dos painéis fotovoltaicos dos fornecedores americanos, europeus e asiáticos.

Leia Mais

Fonte: EcoGuia e O Portal do Geólogo.

(Visited 19 times, 1 visits today)

About The Raymond

Related Posts

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Comment


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

btt